Sesc e Cine Ritz: Parceria pela valorização da cultura goiana

Você está visualizando atualmente Sesc e Cine Ritz: Parceria pela valorização da cultura goiana

O cinema causa euforia, encantamento e permite, nem que seja por algumas horas, qualquer pessoa mergulhar dentro da história que é exibida na grande tela. Uma sensação única que ecoa desde a magia de entrar numa sala de exibição até o deleite de ouvir a trilha sonora que acompanha os créditos finais. As primeiras salas de cinemas de rua em Goiânia foram pontos de encontro de várias gerações, porém com o tempo, foram desativadas. O Cine Ritz, que abriu as portas em 1991, é um remanescente dos cinemas de rua e permanece ativo no Centro da cidade.

Após enfrentar uma série de dificuldades devido à pandemia e também ao baixo número de público, o Cine Ritz, um dos espaços mais importantes da cultura goiana, tem a chance de voltar a ser um espaço de entretenimento urbano. A Lume Filmes, proprietária do Cine Ritz Goiânia desde 2018, e o Sesc Goiás firmaram parceria inédita e agora a Sala 2 do Cine Ritz passa a ser Sala Sesc Ritz. Frederico da Cruz Machado, diretor da Lume Filmes, revelou que essa parceria começou em novembro de 2023 e que está sendo boa para os dois lados.

“Essa parceria foi firmada já tem, mais ou menos, 5 a 6 meses e o objetivo é justamente a formação de plateia. Fazer com que o Cine Ritz seja ainda mais conhecido na cidade. O Sesc também irá promover ações dentro do cinema. Então, a formação de público é o principal motivo da parceria. E, acredito eu, que essa parceria está sendo muito boa tanto para o cinema quanto para o Sesc também”, afirma.

Segundo Marcelo Baiocchi, presidente do Sistema Fecomércio, Sesc e Senac Goiás, a relevância da parceria entre o Sesc e o Cine Ritz é de ordem institucional, tendo a marca do Sesc.

“A ação do sistema Fecomércio, Sesc e Senac, em especial do Sesc, na revitalização do Cine Ritz com certeza faz parte das nossas estratégias de valorização do Centro e a nossa defesa é de reocupação e só podemos reocupar se tivermos investimentos na região e o Sesc está fazendo a sua parte”, sustenta.

Para Leopoldo Veiga Jardim, diretor regional do Sesc Goiás, a parceria tem relevância social através do resgate de plateias e do acesso à cultura sob todas suas formas.

“O objetivo é tornar o audiovisual acessível para o trabalhador do comércio, para seus dependentes, para o público em geral e para instituições que desenvolvam ações com pessoas e crianças em vulnerabilidade social através de sessões sociais gratuitas de cinema mensais e ações de audiovisual por um período de 12 meses consecutivos. Essas ações serão realizadas na Sala Sesc Ritz, que é uma parceria com o Cine Lume Ritz por meio do projeto Ocupação Sesc”, corrobora.

Carol Breviglieri, assessora técnica de Cultura do Sesc, aponta que um dos desafios de toda cadeia cinematográfica atualmente é o resgate do público e a missão é pensar em ações para mobilizar essa audiência.

“Toda a rede de audiovisual do Sesc, incluindo do regional Goiás, tem a tarefa de planejar ações que estimulem o público a voltar a frequentar as salas de cinema, cujo esvaziamento se potencializou com a pandemia e o streaming. Acreditamos que o valor diferenciado do ingresso de cinema para o público comerciário e seus dependentes viabilizado pela parceria com o Sesc e o valor promocional de ingressos já trabalhado pela direção do Cine Ritz em sessões especiais como a Sessão Pipoca, que acontece todos os domingos, contribuirão para o maior acesso e frequência do público”, pontua.

Marcelo Baiocchi garante que a parceria permite preservar o cinema como um atrativo de lazer da região.

“O Cine Ritz foi uma parceria exitosa que nós fizemos e encontramos bons parceiros para que pudéssemos realizar e sem dúvida que hoje o cinema já tem uma frequência bem maior do que tinha até pouco tempo atrás antes dessa parceria. A nossa expectativa é que essa iniciativa possa inspirar outras marcas para investir na região central”, ressalta.

Revitalização do Cinema de Rua e ocupação do Centro de Goiânia

O Centro de Goiânia abriga muito da cultura goiana e das pessoas que passam pela região. Marcelo Baiocchi enfatiza que o Sesc Goiás defende a ideia que o centro não precisa de revitalização, pelo contrário precisa de reocupação e é por meio dessa reocupação que vai trazer a revitalização da região. O Sesc enquanto instituição referência no fomento e apoio à cultura busca fazer parte dessa retomada do Centro.

“Se cada empreendedor, se cada entidade fizer um investimento no Centro, amanhã o Centro essa região será um grande canteiro de obras para novas atividades, seja ela de turismo, de ensino, de lazer e transformando assim o Centro numa região atrativa. E a ocupação vem naturalmente e a revitalização caminha junto, mas tudo isso sabemos que depende do poder público”, enfatiza.

Segundo Leopoldo Veiga Jardim, com o apoio do Sesc Goiás, a revitalização da fachada do Cine Ritz está em consonância com a proposta da própria administração do cinema de manter e preservar o espaço.

“A expectativa é que as pessoas voltem a frequentar o cinema. A média de público ainda é muito baixa. O Cine Ritz tem capacidade de quase 420 pessoas nas duas salas. Então, além das exibições de filmes, vamos trazer festivais e mostras de cinema para a Sala Sesc, o que proporcionará a viabilização de exibição de filmes, curtas-metragens, produções nacionais, produções independentes, filmes estrangeiros fora de circuito, dentre outros que normalmente não ficam em cartaz em salas comerciais, essas ações em vários momentos se desdobrarão em debates”, garante.

De acordo com o diretor da Lume Filmes, o projeto também busca dar visibilidade ao espaço com o apoio da imprensa, do público do cinema, do público do Centro de Goiânia e outros apoios.

“A gente ganhou apoio da lei Paulo Gustavo, tanto do governo como da prefeitura, que está sendo possível uma reforma geral em toda a estrutura do cinema. Seja na parte acústica, carpetes, cortinas, tela, poltronas, como também projeção, cabine de projeção, projetores estão sendo mudados. A iluminação e acessibilidade geral do cinema também. Então, estamos fazendo uma reforma completa. A primeira foi a fachada, a segunda parte da reforma está sendo nesse momento, que é bem importante, que é a estrutura física do espaço do interior das salas. E, de fato, a parceria dá fôlego imenso à existência do cinema”, atesta Frederico.

Para o diretor do Sesc, é preciso enxergar o Cine Ritz como sinônimo de resistência que se mantém atuante mesmo com todos os desafios.

“O fomento da cultura e de todas as suas expressões reverbera na sociedade como um todo, impactando não só no fortalecimento social, mas também na formação intelectual e no desenvolvimento econômico. Por isso, essa parceria vai além de levar visibilidade para o cinema de rua, é uma forma de oportunizar o acesso à sétima arte, de gerar movimentação e reavivar o Centro da nossa capital”, destaca Leopoldo.

Deixe um comentário