Empreendimentos da 44 terão selo de aprovação para retomada

Você está visualizando atualmente Empreendimentos da 44 terão selo de aprovação para retomada

Os empreendimentos da Região da 44 se preparam para uma retomada das atividades no próximo dia 13 de junho. E para alinhar e garantir que todas as galerias, shoppings e lojas do polo comercial cumpram as 24 medidas propostas e encaminhadas para a avaliação das autoridades em saúde do município, a Associação Empresarial da Região da 44 (AER44) criou uma comissão de saúde e um selo de Ambiente Aprovado.

“Essa comissão fará, não só a orientação sobre as medidas a serem adotadas, como também irá fiscalizar e acompanhar a implementação dessas ações preventivas, todas elas preconizadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Ministério de Saúde. Quem não cumprir não terá o selo validando que todas a medidas foram tomadas”, explica Jairo Gomes, presidente da AER44. Ele esclarece, no entanto, que a ação da associação não irá substituir a fiscalização da prefeitura. Segundo o líder empresarial, o objetivo da comissão e do selo criado é o de alinhar as ações preventivas junto aos empreendimentos da região, para que todos de fato cumpram as precauções exigidas e não venham a ser fechados posteriormente.

“Essa comissão de saúde que criamos irá fazer visitas aos shoppings, galerias e hotéis da 44, irá acompanhar a limpeza e a desinfecção das ruas. Os empreendimentos que não cumprirem qualquer uma das medidas preventivas propostas não receberá o selo. E os que por ventura deixar de cumprir, o que foi acordado, vamos retirar o selo. Ou seja, a comissão fará uma fiscalização prévia do cumprimento das medidas de combate e controle à pandemia”, explica Lauro Naves, presidente da Comissão de Saúde da AER44 e diretor de Comunicação da entidade.

Preparados

Pensando na segurança dos clientes e dos funcionários, o Estação da Moda Shopping, localizado da Região da 44,  passou todo período em que esteve fechado por causa do distanciamento social, aperfeiçoando seus ambientes e protocolos de atendimento. Entre as medidas estruturais adotadas, está a instalação de lavatórios nas entradas e totens informativos em todo o shopping.

Quatro lavatórios foram instalados nas entradas do shopping para o visitante higienizar as mãos com água e sabão antes de entrar nas lojas. No mesmo local, haverá  tapetes com produtos desinfetantes para a limpeza  do solado dos sapatos.  Em cada entrada também terá alguém responsável por medir a temperatura com termômetro infravermelho de cada pessoa que chega.  Já lá dentro,  foram espalhados pontos com dispensadores de álcool em gel para funcionários e também clientes reforçarem a higienização das mãos ao longo do dia. Também foram distribuídas 1.000 máscaras reutilizáveis para todos os funcionários e lojistas do complexo.

“Os clientes poderão fazer suas compras sabendo que estarão o mais seguros possível” explica Herlinton Masson, superintendente do Estação da Moda Shopping. Além disso, ele lembra que o centro de compras já tem características favoráveis como amplos corredores, área de circulação espaçosa e um teto alto, que além de proteger do sol ou da chuva, permite ventilação natural. “A ventilação natural é uma particularidade muito importante, pois o ar condicionado acaba sendo um vetor de poeira e sujeira, principalmente se forem mal manutenidos”, pontua.

Região preparada

As medidas adotadas pelo Estação da Moda estão sendo seguidas por vários outros empreendimentos da Região da 44. Segundo Jairo Gomes, a AER44 foi a primeira entidade a protocolar 24 medidas concretas para uma retomada de forma segura e responsável do comércio.

“A 44 está sim preparada para retornar e de forma totalmente segura, prezando pelo bem estar de clientes e das pessoas que trabalham na região”, pontua Jairo. Ele lembra que dentre as mais de 20 medidas implantadas nos shoppings, galerias e hotéis está a suspensão da vinda das caravanas de compras de outros estados. “Só essa medida restritiva já irá reduzir 70% da circulação de pessoas na nossa região. Também haverá a proibição de estacionamento nas ruas do polo, o que resultará em mais espaço para a circulação de pessoas. Faremos também a desinfecção de ruas, o uso de máscaras será obrigatório, pontos de dispersão de álcool gel serão instalados nas entradas e corredores dos empreendimentos”, esclarece Jairo Gomes.

Confira a seguir as 24 medidas que já estão sendo implantadas nos empreendimentos da 44

1. Restrição de horários, com funcionamento de segunda a sexta das 10 às 16hs, aos sábados das 8 às 14hs, sendo vedado funcionamento aos domingos e feriados;

2. Controle de acesso de carros em dias alternados, permitindo a circulação de veículos com placas pares em dias pares e placas ímpares em dias ímpares;

3. Proibição de estacionamento de veículos em todas as vias públicas, evitando a informalidade com os “carros-loja” (sendo permitido estacionar apenas nos estacionamentos privados);

4. Se necessário, intercalar a reabertura por 3 semanas consecutivas, com o fechamento por 1 semana;

5. Restringir a vinda de todas as caravanas de compras, que representam mais de 70% do movimento da Região, uma vez que temos total controle desta programação;

6. Lavar e desinfetar ruas, calçadas e empreendimentos antes da reabertura e após a reabertura, conforme frequência definida pela autoridade sanitária;

7. Pintar com cal todos os meios-fios da Região, antes da reabertura, contribuindo para a higiene e padronização de limpeza;

8. Restringir o acesso de funcionários conforme tamanho da loja (1 ou no máximo 2 funcionários por loja) respeitando o distanciamento mínimo de 2 metros;

9. Aferir e registrar a temperatura dos colaboradores e prestadores de serviço, ao longo da jornada de trabalho (início e fim do expediente, saída e retorno do almoço), devendo ser registrado em planilha, na qual conste nome do funcionário, função, data, horário e temperatura, que deve estar disponível para conhecimento das autoridades de fiscalização;

10.Exigir a utilização de medidores de temperatura nas entradas de todos os empreendimentos;

11.Impedir a entrada de visitantes, colaboradores e prestadores de serviço com estado febril, orientando-os a procurar o sistema de saúde;

12.Disponibilizar álcool em gel 70 graus a todos os visitantes, colaboradores e prestadores de serviço em todas as entradas, de todos os empreendimentos;

13.Instalar tapetes higienizadores com produtos antibactericidas nas entradas de todos os empreendimentos;

14.Manter banheiros higienizados e com suprimentos suficientes para possibilitar a higiene pessoal dos visitantes, colaboradores e prestadores de serviço;

15.Proibir temporariamente e conforme orientação da autoridade sanitária, a participação nas equipes de trabalho de pessoas consideradas do grupo de risco, tais como idosos, gestantes e pessoas com comorbidades;

16.Contratar um médico infectologista para assessorar a AER44 por um período de 30 dias, acompanhando a efetividade das medidas tomadas e orientando quanto a ações adicionais;

17.Distribuir máscaras de tecido reutilizáveis ou descartáveis para todos os funcionários e lojistas da Região;

18.Exigir o uso obrigatório de máscaras para todos os visitantes, colaboradores, prestadores de serviço e lojistas da Região;

19.Limitar o número de pessoas em elevadores dos empreendimentos;

20.Demarcar o espaçamento necessário nas escadas rolantes dos empreendimentos;

21.Definir o espaçamento necessário das mesas nas praças de alimentação dos empreendimentos;

22.Instalar o Selo Sanitário criado por esta Associação, identificando os empreendimentos que seguem rigorosamente o presente Protocolo(leia aqui o documento completo);

23.Informar diariamente as medidas a serem tomadas através de todos os meios disponíveis (rádios internas, carros de som, mídias sociais);

24.Revisar e analisar as medidas implantadas quinzenalmente para que sejam feitas as correções necessárias.

Deixe um comentário