Sicoob implementa novas proteções de segurança contra fraudes digitais

Você está visualizando atualmente Sicoob implementa novas proteções de segurança contra fraudes digitais
Divulgação

Para fortalecer a segurança de seus mais de 7,3 milhões de cooperados, o Sicoob implementou novas ferramentas de proteção com funcionalidades inéditas no mercado contra fraudes digitais.

Uma das iniciativas de maior destaque é a nova camada de proteção no App Sicoob. Além de outros diversos mecanismos que o aplicativo possui, a camada de defesa cibernética conta com algoritmos que geram alertas e protegem os cooperados contra fraudes e golpes eletrônicos.

No App, ela identifica automaticamente que o cooperado acessou o aplicativo durante a realização de uma chamada telefônica recebida (tanto de operadoras como de WhatsApp) e gera um alerta sobre a possibilidade de golpe.

O superintendente de Segurança Cibernética do Sicoob, Josias Sales, explica que o desafio envolve a disputa pela atenção do cooperado, que possivelmente está sendo abordado por uma golpista. “Temos uma fração de segundos desse tempo com apenas uma mensagem para resgatá-lo. Pensando nisso, chegamos a uma proposta que dispõe de uma imagem mais chamativa, acompanhada por textos curtos. Com isso, atingimos a percepção direta dos cooperados ao fato de que podem estar sob a ação de fraudadores”, afirma.

Também foi desenvolvida uma medida de proteção que permite identificar quando o celular do cooperado está compartilhando a tela do aplicativo com algum dispositivo remoto que, neste caso, é utilizado pelos fraudadores para observar as atividades do cooperado em seu dispositivo e até mesmo operá-lo à distância. No caso do App Sicoob, com o novo mecanismo de proteção, ao invés de transmitir a tela do aplicativo para o fraudador, o app agora exibe uma black screen, tela escura que impede que o fraudador visualize as informações financeiras e possa interagir com o App Sicoob remotamente.

A instituição financeira cooperativa é a primeira no país a implementar essas camadas de proteção com base na detecção de chamadas de voz e identificação e bloqueio do compartilhamento de telas.

De acordo com o superintendente de Prevenção a Fraudes do Sicoob, André Canavarro, após a disponibilização dessas soluções, a expectativa é que haja uma redução significativa de fraudes relacionadas a golpes dessa natureza.

Proteção no ambiente cibernético

As proteções do ambiente cibernético no Sicoob são estruturadas em três seções: a primeira, considerada o alicerce, conta com um conjunto robusto de recursos tecnológicos como firewalls de última geração, detecção de intrusão, segmentação de redes, monitoração ostensiva, entre outros. A segunda conta com avançados controles de segurança, como cadastramento e liberação de dispositivos com modernos recursos de reconhecimento e biometria facial, senha de acesso, senha de confirmação, controle de limites, segundo fator de autenticação etc. Já a terceira é focada no uso intensivo de inteligência artificial para validar a veracidade da transação em curso, podendo ser negada ou mesmo exigir uma nova validação de biometria facial a depender das características da operação.

A instituição também conta com o Centro de Operações de Cibersegurança com time dedicado em monitorar e identificar, 24h por dia, 7 dias por semana, todas as tentativas de ataques ao ambiente de rede, dados, sistemas computacionais, tentativas de fraudes e demais atividades maliciosas como crimes cibernéticos, dentre outros.

Reconhecimento facial e inteligência artificial

O Sicoob utiliza a IA no ambiente cibernético, por meio da aplicação User Behaviour Analytics (UBA), que utiliza machine learning e regras predefinidas para encontrar potenciais ameaças relacionadas a contas de usuários. A inteligência artificial aprende os costumes do usuário, como o tipo de dispositivo que utiliza, as rotinas e a origem da conexão. A partir disso, estabelece pontuações com base no comportamento de cada conta de usuário do Sicoob.

O reconhecimento facial já é utilizado no Sicoob desde abril de 2020 para liberar novos dispositivos de forma remota, sem a necessidade de deslocamento aos pontos de atendimento. Para transações que acontecem fora do padrão do cooperado, ele é submetido a fazer a transação de validação avançada da biometria facial.

Além dos controles para a realização de transações, os cooperados contam com recursos que permitem definir limites diferenciados para a realização de transações com pessoas desconhecidas ou habituais, diferenciando esses limites para operações realizadas durante o dia ou à noite.

Investimentos e campanhas de conscientização

O Sicoob tem investido constantemente em tecnologia para criar mecanismos que impeçam ações de golpistas, ao mesmo tempo em que valoriza a comunicação para instruir seus cooperados.

Recentemente, lançou a Cartilha de Segurança da Informação, com dicas de segurança, acessível em https://www.sicoob.com.br/web/sicoob/seguranca. Além disso, o Sicoob participa ativamente das campanhas nacionais promovidas pela Febraban, reforçando sua contribuição para conscientização da população.

No aplicativo, a instituição oferece aos seus cooperados a possibilidade de contratação de seguros que abrange situações em que transações são realizadas por celular sob coação, assim como ressarcimento das perdas materiais fruto de roubos ou furtos qualificados de dispositivos celulares, bolsas, mochilas e seus pertences.