Jalles Machado descarta abertura de capital por agora

Você está visualizando atualmente Jalles Machado descarta abertura de capital por agora
O jornal Valor Econômico noticiou que a empresa teria contratado quatro bancos para sua oferta pública inicial de ações (IPO) (Foto: Reprodução/Jalles Machado)

Na semana passada, o jornal Valor Econômico noticiou que a Jalles Machado, empresa goiana que é a maior produtora e exportadora de açúcar orgânico do país, teria contratado quatro bancos para sua oferta pública inicial de ações (IPO). Entretanto, em nota assinada pelo diretor-presidente Otávio Lage de Siqueira Filho e diretor financeiro Rodrigo Penna de Siqueira, a companhia negou que haja decisões tomadas sobre o assunto.

“A Jalles Machado, desde sua fundação, em 1980, busca os melhores caminhos para a perpetuidade e sucesso da Companhia, não medindo esforços para a evolução de suas atividades, otimização da estrutura de capital e melhores práticas de governança corporativa, além da transparência na condução de seus negócios e relacionamento com seus stakeholders.

Neste sentido, cabe à administração da Companhia estar continuamente atenta às oportunidades de emissões no mercado de capitais. No entanto, não há, neste momento, qualquer decisão definitiva sobre tal assunto”.

Criada para produção de combustível de cana, a Jalles Machado começou a produzir também açúcar cristal na década de 1990, dona da marca Itajá, e logo depois agregou cogeração de energia a partir do bagaço da cana.

Atualmente é a segunda maior produtora do mundo de açúcar orgânico, com produção basicamente destinada à exportação, especialmente para o mercado americano. Também produz açúcar branco e VHP, saneantes e levedura seca, etanol anidro, hidratado e orgânico, além de vender energia.