Goiás oferecerá mestrado em Administração com ênfase em saúde

Você está visualizando atualmente Goiás oferecerá mestrado em Administração com ênfase em saúde
(Imagem: Reprodução/Grupo Kantro)

O Estado de Goiás irá receber o programa de mestrado em Administração com ênfase em saúde por meio de parceria entre a goiana Centro Universitário Alves Faria (UNIALFA) e o Colégio Brasileiro de Executivos da Saúde (CBEXs), que assina a linha de pesquisa da Área da Saúde. A iniciativa reúne um renomado corpo docente de executivos líderes da saúde do Brasil, com doutorado e PhD, e cumpre a missão das duas instituições na melhoria contínua das lideranças e a sustentabilidade do sistema de saúde.

Com pesquisas voltadas para a resolução de problemas corporativos, a pós-graduação possui parcerias com os setores público e privado para oferecer visitas técnicas e intercâmbios de conhecimento prático aplicado. Além disso, traz em sua estrutura wokshops com professores, líderes e alunos seniores de instituições de saúde do Brasil e dos Estados Unidos.

“Seremos um polo de desenvolvimento de ciência aplicada à gestão da saúde.” afirma o goiano, que é professor e coordenador do mestrado, Christiano Quinan, e também Presidente do Chapter Goiás do CBEXs.

Os mestrandos serão capacitados na área da saúde por meio do conhecimento científico, da fronteira do conhecimento da Administração e de aplicações práticas no segmento da saúde, de modo que possam conduzir organizações à liderança. Através da UNIALFA, o curso está
filiado ao Programa Microeconomia da Competitividade do Instituto de Estratégia e Competitividade da Harvard Business School (Instituto Porter). Os alunos serão integrados ao Grupo de Estudos de Competitividade, que conta com a participação de 100 universidades de todo o mundo.

Nos últimos 6 meses a saúde foi colocada à prova do ponto de vista da gestão pelo advento da COVID-19.

“Estaremos na vanguarda da transformação do sistema de saúde no Brasil, orientada para o mercado, onde os alunos irão aprimorar seus conhecimentos, tornando-se líderes visionários, transformadores, e eficazes em meio a profunda e rápida mudança na tecnologia, economia, ética, finanças, política e gestão. O Futuro da Saúde está em nossas mãos”, finaliza Quinan.