EncontroCoop Goiás anuncia as diretrizes do cooperativismo para 2022

Você está visualizando atualmente EncontroCoop Goiás anuncia as diretrizes do cooperativismo para 2022
Evento reuniu cerca de 300 representantes das cooperativas goianas (Na foto: Luís Alberto Pereira, presidente do Sistema OCB/GO | Divulgação)

O Sistema OCB/GO realizou ontem (08) à tarde o 2º EncontroCoop Goiás, que abre a programação de atividades da casa do cooperativismo goiano para 2022. O evento, online e gratuito, teve como atração principal a palestra de Monja Coen, que apresentou importantes reflexões sobre equilíbrio e cooperação para os cooperados, dirigentes e colaboradores de cooperativas goianas iniciarem 2022.

Presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira compartilhou todos os projetos elaborados pela entidade a serem desenvolvidos neste ano.

“Seguimos dois nortes: maior proximidade com as cooperativas e aumentar os números do cooperativismo goiano, seguindo as seis diretrizes estratégicas definidas no Congresso Brasileiro do Cooperativismo: gestão e governança, representação, mercado, comunicação, inovação e intercooperação, para que possamos elevar o cooperativismo, especialmente em Goiás, a um outro patamar”, disse.

Luís Alberto também anunciou a apresentação do manifesto elaborado por todos os colaboradores do Sistema e que passa a orientar a atuação da OCB/GO, baseado nos princípios básicos do cooperativismo. O superintendente do SESCOOP/GO, Jubrair Gomes, apresentou as diretrizes estratégicas e projetos que serão desenvolvidas em 2022, com destaque para as atividades voltadas para o crescimento das cooperativas no mercado, formação profissional e promoção social, relações institucionais, monitoramento e desenvolvimento de cooperativas.

Palestra

Monja Coen tornou-se conhecida por realizar palestras, promover diálogos motivacionais e encontros educacionais, culturais e inter-religiosos, com o objetivo de divulgar o princípio da não violência e criar a cultura de paz.

Foi muito elogiada pelos participantes do evento, que observaram a grande afinidade dos princípios do cooperativismo com os ensinamentos da monja zen budista, que também prega a cooperação nas relações humanas, em detrimento do individualismo, como forma de superar as dificuldades e desafios que enfrentamos, citando como exemplo o esforço dos cientistas em todo o mundo para desenvolver, no menor tempo possível, vacinas contra a pandemia de Covid-19.