Bancos de sangue da Ahpaceg ampliam horário de funcionamento

Você está visualizando atualmente Bancos de sangue da Ahpaceg ampliam horário de funcionamento

A partir desta sexta-feira, 20, o Instituto de Hemoterapia de Goiânia (IHG) e o Hemolabor, bancos de sangue associados da Associação dos Hospitais Privados do Estado de Goiás ( Ahpaceg), passam a funcionar em dois turnos para receber os doadores. Assim, os serviços de coleta, normalmente feitos apenas pela manhã, passam a ser realizados também no período da tarde, até às 18 horas. O Honcord, banco que presta serviços a hospitais associados da Ahpaceg, também vai aderir à medida.

Neste momento no qual muitas instituições estão fechando e outras reduzindo seu horário de funcionamento, o aumento do expediente nos bancos de sangue visa oferecer mais segurança e opções de atendimento aos doadores. Com isso, os bancos de sangue esperam que aqueles doadores habituais voltem às unidades.

Desde o início desta semana, quando foram intensificadas as recomendações para que as pessoas evitem circular em locais de grande movimento, o número de doações de sangue em Goiânia caiu quase pela metade. O presidente da Ahpaceg, Haikal Helou, observa que a situação é preocupante, principalmente neste momento de pandemia.

Antônio César Teixeira, do Instituto de Hemoterapia de Goiânia (IHG) e vice-presidente do Sindicato dos Laboratórios de Análises e Banco de Sangue do Estado de Goiás (Sindilabs), explica que o apelo neste momento é voltado para doadores habituais, pessoas saudáveis e que já conhecem a rotina de segurança dos bancos de sangue.

“Estamos ampliando o funcionamento para reduzir a concentração de doadores nas salas e esperamos que essas pessoas se organizem para ir até os bancos de sangue, pois os estoques estão baixos e temos que nos preparar para atender não só possíveis casos do novo coronavírus, mas as demandas normais, como grandes cirurgias”, diz.

Segundo ele, mesmo que as cirurgias eletivas sejam suspensas, a demanda por sangue continua alta nos hospitais. “Normalmente, as cirurgias eletivas exigem poucas transfusões, mas a demanda continua para atender pacientes politraumatizados e internados em Unidade de Terapia Intensiva, por exemplo”, afirma, ressaltando que se houver um aumento também de casos de Covid-19 a situação pode ficar caótica.

E é para prevenir esse caos que os bancos de sangue associados da Ahpaceg conclamam os doadores a colaborarem. A médica hematologista Reginara Dias Fernandes, do Hemolabor, banco que já funcionava nos dois períodos, afirma que os bancos de sangue seguem todas as medidas para prevenir contaminações e que, também adotando os cuidados pessoais preventivos, os doadores estarão seguros e fazendo um bem a que precisa.

Ter um estoque de segurança neste momento também é necessário para prevenir atrasos nas liberações do sangue doado, que dependem de exames pré-transfusionais (para diagnóstico de Chagas, HIV e sífilis, por exemplo) feitos em laboratórios do Rio de Janeiro e São Paulo. Antônio César Teixeira explica que as amostras são enviadas por avião e com a redução de voos pode haver atraso nas liberações. “Se tivermos um estoque suficiente, podemos enfrentar essa demora com mais tranquilidade”, afirma.

AGENDAMENTO
No período da manhã, os bancos de sangue funcionarão normalmente. Quem quiser fazer a doação na parte da tarde deve ligar a agendar seu atendimento.

ONDE DOAR
Hemolabor – Rua 5-A, n° 90, Setor Aeroporto – 3605 6600
Honcord – Rua T-35, 1941, quadra 97, Setor Bueno – 3239 6600
IHG – Rua 7, 158, Setor Aeroporto – 3219 7100

QUEM PODE DOAR
Neste momento, pessoas já habituadas à doação de sangue, que são:
Homens e mulheres entre 18 e 69 anos;
Adolescentes a partir de 16 anos, com autorização dos pais;
Pessoas com peso mínimo de 50kg;
Pessoas em boas condições de saúde;
Pessoas que se alimentaram e dormiram bem nas últimas 24 horas;

INTERVALOS PARA DOAÇÃO
• Homens: intervalo de 60 dias e máximo de 4 doações nos últimos 12 meses;
• Mulheres: intervalo de 90 dias e máximo de 3 doações nos últimos 12 meses.